Os pés e mais nada!

Século XXI, a era da velocidade. Tempo em que tudo vem e vai mais rápido que o vento. Internet discada? Talvez a geração 2000 nem saiba o que é. Viver sem celular? Impossivel. Livros? Ultrapassado demais, a onda agora é E-book. Estamos vivendo o tempo em que tudo é facil e acessivel, tudo está em nossas mãos quando bem entendermos.

Mas o problema de toda essa facilidade está em nós mesmos. Nós não conseguimos identificar e nem encontrar Deus em toda essa inovação. E Ele está ao mesmo tempo que mais fácil de ser encontrado, também mais difícil. E sabe por quê? Porque essa tal globalização nos oferece tudo, menos Deus. Pra que uma referência espiritual, se o material, o tocavel, pode ser alcançado só de esticar o braço para pegar. Deus é muito inatingível para o alcançarmos.

Em Ezequiel 47 Deus revela ao profeta a singularidade de Sua presença usando um rio. Neste momento Ezequiel é levado para fora do Templo e lá ele encontra um rio que corre abundantemente.  Então o homem começa a medir e manda Ezequiel entrar na água. E ele anda e a água chega até os seus tornozelos e o homem manda que ele siga mais. O profeta chega ao ponto em que as águas transpõem sobre ele e não é mais possível continuar andando. Tal comparação é a presença de Deus.

Se eu continuar buscando referências sobre a presença do Pai, encontro na Bíblia, em músicas, livros…Inúmeras e muitas que esse post não seria suficiente. Mas a maioria nós deixamos passar batido, porque o mundo nos cegou. Molhar os pés à beira do rio é o suficiente, pois queremos viver a superficialidade não só com Deus, mas em tudo. Nada de relacionamentos profundos, é muito complicado e comprometimento não é mais bem-vindo em nossa sociedade. Por isso baladas, drogas, bebidas e outras distrações se tornaram indispensáveis em nossa geração.

Essa é a geração que deveria e poderia estar aos pés de Cristo mais do que tudo, mas esta é a geração mais negligente diante de Deus. A geração que negocia o lugar de Deus com outras coisas. A mesma geração que pensa que Deus está tão longe que não pode fazer algo sobre nossa escolha. A geração que se cegou e se confudiu em meio a tanta inovação e um mundo globalizado.

Eu venho de um tempo que Deus era tudo o que bastava. Lembra aquela história de “Deus e mais nada”? Pois é, eu e outros vivemos isso intensamente. Minha adolescência (13-16 anos) foi baseada pela busca da face de Deus. Muitos dos que eu conheço infelizmente deixaram que os problemas e circunstâncias cegassem-os. E quem sou eu para julgar? Mas o que eu digo é que eu e muitos escolhemos simplesmente molharmos somente os pés. E a própria Bíblia diz que se contnuarmos adando rio adentro e nos entregarmos, tem muito mais!

“Deus e mais nada”. O clamor que deve voltar aos nossos corações. Existe um “ranking” de prioridades em cada um de nós e a palavra deixa bem claro que Deus não aceita dividir nem perder o 1º lugar para outra coisa. Nós ignoramos esse fato e colocamos no topo outras coisas, e aí vai a lista do que entra em 1º lugar, e talvez depois venha Deus:

– Estudos
– Namorado (a)
– Trabalho
– Ministério
– Amigos
– Diversões
– Muitos outros

Mas eu quero o lembrar: Deus NÃO ACEITA estar em segundo lugar! Se você o tira do 1º, então Ele se retirará da sua vida!

E então, a escolha é sua, vai molhar só os pés, ou vai se entregar totalmente a Ele. Porque eu já fiz a minha, e é “Deus e mais nada”!

No amor de Deus

Lucas Phelipe

Sua história: Você é o escritor!

Oi gentee…sei que essa segunda eu abandonei vocês, mas peço de novo perdão!

 

Mas, como sempre estou aqui pronto para o post do dia. O que eu queria falar hoje com vocês é sobre nossas escolhas!

 

Mateus 7:13 e 14

 

13. Entrem pela porta estreita porque a porta larga e o caminho fácil levam para o inferno, e há muitas pessoas que andam por esse caminho.

14. A porta estreita e o caminho difícil levam para a vida, e poucas pessoas encontram esse caminho.

 

Muitas vezes reclamamos do que acontece em nossas vidas e quase sempre (não vem de migué não!) botamos a culpa em Deus, não é verdade?!

Mas o que nos esquecemos é de que o próprio Deus nos deu:

1º. INTELIGÊNCIA: Para que possamos decidir sábiamente o que devemos fazer

2º. LIVRE ARBÍTRIO: “O que é ‘livre arbítirio’?” É assim que funciona ► Você tem 2 ou mais escolhas, ninguém vai te forçar a escolher nenhuma, você tem este poder, você é LIVRE para escolher o que quiser!

 

Logo, você é quem escreve a sua história. “Ah!Mas e aquele papo de ‘Senhor, escreva a minha hitória’!?” Amém, se você escolheu entregar a sua vida a Deus e deixar que Ele escreva tua história, quem sou eu para discordar, não!?

 

Onde estou querendo chegar? Nossa vida aqui é feita de escolhas, escolher entre o bom e o ruim, o agradável e o desagradável, etc…E nessas escolhas Deus não vai interferir. Por exemplo: estou prestes a entrar em uma Faculdade, e estou em dúvida entre 2, Deus não vai dizer pra você: “É essa aqui, me obedeça!”

Claro, você pode orar e pedir a Deus para que te auxilie, e assim Ele fará! Ele te mostrará o caminho que você pode (lembre-se: você pode, não deve!) seguir!

Aceitar a Cristo também funciona assim. Tem muita gente que diz: “Eu não vou pra igreja porque Deus ainda não me deu um sinal!” Isso é óbvio, Deus não fica indo atrás das pessoas para seví-Lo, isso é uma escolha nossa!

Depende de nós mesmos se vamos ser salvos ou condenados! Deus estará sempre disposto a nos ouvir e auxiliar, mas, mais uma vez, a escolha é nossa!

Escolher entre o caminho largo e o estreito depende de nós, Anjo nenhum vai nos empurrar para o caminho certo! Quer mais “sinais” que Deus já dá!? Aquele amigo da escola que vive te enchendo o saco pra ir à igreja, o adesivo do carro do seu vizinho escrito “Jesus salva!” que vc vê todo dia, a música que você ouve sem querer quando está vasculhando o rádio do carro…

Deus fala de tantas formas com a gente que às vezes esquecemos que Ele está entre nós! Deus está por aí, esperando que você faça a escolha certa, e chance é o que Ele mais dá. Então aproveite a primeira, faça escolha certa e transforme sua vida em uma linda história de amor com Deus!

 

Deus te abençoe!

Lucas Phelipe

Por obrigação ou Por amor?

Oiessss…Como vocês estão povosss!!!

Primeiro gostaria de dizer que estou realmente muito feliz por estar aqui de volta com vocês. E hojje queria conversar com vocês um pouquinho sobre nosso serviço a Deus.

Esta semana eu estive pensando no monte de coisa que a gente costuma fazer na igreja (e eu inclusive) e o quanto criticamos as pessoas que não fazem nada. Mas Deus me incomodou um pouquinho, porque muitas das vezes nós nos gabamos muito porque fazemos isso ou aquilo na igreja e que o nosso irmão só faz aquilo. Ou então é o contrário, julgamos aquele que faz tudo dizendo que ele quer se aparecer e que estamos satisfeitos em fazer só uma coisa.

O que quero dizer é que, independente de quantas coisas fazemos na Casa de Deus, devemos fazer com alegria porque a Palavra de Deus diz:

Salmos 100:2a

2 – Servi ao SENHOR com alegria;

Agora, se você faz algo para Deus por obrigação, pode ter certeza de que você só estará preenchendo espaço.

Quando servimos a Deus de todo coração, Ele nos recompensa. E independente disso, a melhor coisa que existe é servir a Deus, pois Ele é o único Senhor que não nos força a nada. Por isso devemos serví-Lo com alegria, pois Ele é um Deus que nos dá a escolha de fazer ou não, justamente por isso, para que nós não O entristeçamos quando fizermos por obrigação.

Deus quer que nós tenhamos prazer em serví-Lo, Ele não quer nos fazer escravos. O próprio Jesus disse:

João 15:15

15 – Já vos não chamarei servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho feito conhecer.

Ou seja, Deus que ter-nos como amigos, e a escolha de ser servo é nossa. Mas será que quando aceitamos Jesus como nosso Senhor queremos mesmo só sermos amigos d’ELe? Será que o que Ele fez por nós não mexe com nosso coração? Será que o sacrifício na cruz não nos dá vontade de retribuí-Lo?

Estas perguntas só nós podemos responder, pois Deus nos deu a escolha, e ela é nossa!

Fiquem com Deus!